Prefeitura do Rio retoma ação para recolher usuários de crack

Operação aconteceu na região da Comunidade Parque União

As ações para retirada de população em situação de rua e de combate ao crack na região da comunidade Parque União, na zona norte do Rio de Janeiro (RJ), foram retomadas na madrugada desta quarta-feira (23). As operações haviam sido suspensas depois que o menino Rafael Mota Ribeiro, 10 anos, morreu atropelado ao fugir de uma ação de recolhimento no último dia 10.

Para garantir maior segurança aos trabalhos, as pistas da avenida Brasil foram totalmente fechadas ao tráfego de veículos por cerca de 30 minutos. Ao todo, 66 pessoas foram recolhidas, entre elas, dois adolescentes.

Segundo a prefeitura, cerca de 30 profissionais da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SMDS) participaram da ação, que contou ainda com o apoio de agentes do 22º Batalhão de Polícia Militar, da Guarda Municipal, da subprefeitura da zona norte, além de uma ambulância da secretaria de saúde e defesa civil. Os acolhidos foram encaminhados para as unidades de abrigamento da Rede de Proteção Social do município.

De acordo com a SMDS, muitos usuários de crack deixaram as proximidades da comunidade e alguns arremessaram pedras na direção das 10 vans secretaria que participavam da operação. Durante o bloqueio da via, funcionários da Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb) retiraram pelo menos três caminhões de lixo e entulho da cracolândia.