Jovem morto por disparo de patrão é enterrado em Cabo Frio

Foi enterrado na tarde desta terça-feira o jovem que morreu depois de ser atingido por um tiro no olho na madrugada de ontem em Cabo Frio (RJ), na Região dos Lagos. Bruno Fernandes Ferreira, 19 anos, participava de uma festa na casa do patrão, Willian Ronald Pomeroy, 42 anos, mais conhecido como Russo, quando foi atingido por um tiro disparado pelo próprio empresário. O tiro atingiu o olho de Ferreira, que morreu a caminho da Unidade de Pronto-Atendimento de Cabo Frio. 

Dono de várias barracas de venda de açaí e candidato a vereador no ano passado, Pomeroy está preso na delegacia de Arraial do Cabo.

"Até o momento nós temos somente o depoimento do autor. Ele alega que estava dentro de casa, escutou um barulho na porta, pegou essa arma, que teria sido esquecida lá, e foi ver o que era. Nesse momento, a arma teria disparado e atingido a vítima. Ele então socorreu a vítima, colocou dentro do carro, levou para a UPA e se apresentou a um policial militar, relatando os fatos", contou Sérgio Lorenzi, delegado que cuida do caso. 

Segundo ele, o delegado que registrou a ocorrência não entendeu que o caso se tratasse de um homicídio culposo - quando não há intenção de matar - e sim doloso, quando há intenção, e deteve Pomeroy. 

Segundo a família, Ferreira trabalhava há menos de dois meses para o empresário. A polícia ainda investiga de quem seria a arma usada no crime. O empresário deve ser transferido nesta quarta-feira para o Rio de Janeiro, segundo a polícia.