Campanha quer reduzir emergências no Carnaval carioca

A Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia do Rio de Janeiro (SBOT-RJ) lança nesta terça-feira (22) a campanha Folia Sem Trauma, num tentativa junto aos órgãos públicos de diminuir o número de atendimentos de urgência e emergência nos hospitais do estado durante o Carnaval deste ano.

De acordo com as secretarias de Saúde do Estado e do município, nos dias de folia há um aumento de 15% na realização de cirurgias emergenciais para tratamentos ortopédicos em toda a rede pública de saúde fluminense.

“O foco principal é dar uma potencializada nas campanhas todas que já existem, com o intuito de diminuir o número de emergências. Sabemos que existe o aumento na ingestão de bebidas alcóolicas, no tráfego em lugares inadequados, e especialmente num grupo de pessoas que são crianças e adolescentes, que são as principais vítimas de atropelamentos”, destaca o ortopedista e membro da SBOT-RJ, Marcelo Campos.

Campos explica ainda que é preciso tratar com bastante atenção as medidas punitivas e de segurança, como a própria Lei Seca, que seguirá atuante nos dias de folia, a necessidade de se usar o capacete, cadeirinha para criança, e o uso do cinto de segurança no banco traseiro. “Isso minimiza muito os traumas graves. Nosso principal foco é diminuir os eventos de poli traumatismo”, complementa.

O Dia D da campanha Folia Sem Trauma ocorrerá com ações pelo Rio de Janeiro no dia 10 de fevereiro, domingo de Carnaval. A principal preocupação é desafogar os hospitais da rede pública, que com o aumento na incidência dos acidentes, ficam sobrecarregados nesta época do ano.