Quase 60 escolas foram afetadas pelas chuvas no Rio

A Secretaria de Educação acionou o seu gabinete de crise para realizar o diagnóstico e o monitoramento das unidades escolares da rede estadual nas cidades atingidas pelas chuvas. As diretorias regionais da secretaria estão monitorando as escolas para que, junto aos diretores e coordenadores, avaliem as necessidades e tomem as devidas providências, como mapeamento da infraestrutura, reparos, limpeza e recepção de desabrigados, entre outras ações. 

A Secretaria de Educação trabalha em parceria com a Defesa Civil, Empresa de Obras Públicas do Estado (Emop) e a Secretaria Assistência Social e Direitos Humanos, entre outros. 

Até esta quinta-feira (3), 59 escolas foram afetadas nas cidades de Duque de Caxias (34), Angra dos Reis (4), Belford Roxo (1), Casimiro de Abreu (1), Conceição de Macabu (1), Mangaratiba (1), Miguel Pereira (1), Nilópolis (1), Nova Iguaçu (1), Paraty (1), Paty de Alferes (1), Rio de Janeiro (3), São João de Meriti (5), Silva Jardim (3) e Valença (1). 

Os principais problemas foram inundações, desabrigados, dificuldade de acesso e problemas de infraestrutura (acesso à internet, falta de energia, perda de equipamentos, entre outros). 

A secretaria disponibiliza a Central de Relacionamento para que servidores, alunos e familiares possam entrar em contato para passar ou solicitar informações. Os contatos são (21) 2380-9050, (21) 2380-9051 e (21) 2380-9053 ou pelo site da Secretaria de Educação

Situação da confirmação das matrículas para a rede estadual nas áreas atingidas

A Secretaria de Educação ressalta que nas escolas que estão inacessíveis ou sem condições de infraestrutura, a confirmação da matrícula será feita automaticamente.