Chuva diminui, mas Rio segue em estado de atenção

As chuvas praticamente cessaram na cidade do Rio de Janeiro nas últimas horas, segundo dados do Alerta Rio. Na última hora, não choveu na maior parte da capital. O maior volume foi constatado na Ilha do Governador, na zona norte, e em Campo Grande, na zona oeste. Nesses bairros, choveu o equivalente a 0,6 mm, o que significa 600 l de água por m². Também choveu na Grota Funda e em Guaratiba (0,4 mm). Em menor quantidade, foi verificada ocorrência de chuva em Santa Cruz e no Itanhangá, na Barra da Tijuca. Todas essas áreas ficam na zona oeste. O Alerta Rio mede a intensidade das chuvas que atingem a capital fluminense.

Se forem avaliados os dados das últimas 24 horas, verifica-se que o volume de chuvas diminuiu muito nas últimas horas. Em Campo Grande, por exemplo, choveu o equivalente a 162,2 mm (162 l por m²). Em Santa Cruz, as últimas 24 horas registraram 132,6 mm, pouco além de Bangu (129 mm), também na zona oeste. Na região do Centro da cidade, vem chovendo pouco, se comparado ao volume medido na zona oeste. No bairro da Saúde, na zona portuária, foram 18,6 mm. Em Santa Teresa, choveu o equivalente a 23,6 mm.

Ainda assim, o Rio de Janeiro segue em estado de atenção, já que ainda há áreas de instabilidade atuando sobre a cidade. O estágio de atenção segue de forma permanente desde a noite de quarta-feira. Há risco médio de deslizamentos em encostas em bairros das áreas da baías de Guanabara, Sepetiba, e Jacarepaguá. Já na zona sul, o perigo de ocorrer deslizamento é considerado baixo.