Medidas na varanda de hotel são irregulares, afirma Crea-RJ

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Rio de Janeiro enviou técnicos nesta quarta-feira, 02/01, para auxiliar na fiscalização da Polícia Civil ao hotel onde uma criança sofreu queda fatal na última semana, na Barra da Tijuca. De acordo com o Crea-RJ, as medidas entre a sacada frontal  e a divisória da grade da varanda do quarto onde a família estava hospedada eram superiores ao número sugerido pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

“A largura ideal seria de 20 cm (centímetros), mas a distância do vão é o dobro dessa largura. Não só crianças poderiam se acidentar, mas um adulto também”, constata o presidente do Crea-RJ, Agostinho Guerreiro, lembrando ainda que a falha pode não ter sido no projeto, mas na execução. Contudo, a conclusão só será possível após o término da perícia da Polícia e da Prefeitura. Mediante a apresentação do resultado, o Crea-RJ convocará os profissionais responsáveis pela irregularidade, que poderão ser penalizados pela entidade.