Novo secretário de Assistência Social anuncia ações para 2013

Combate ao crack, erradicação da pobreza e agenda social em comunidades serão prioridades

O novo secretário de Assistência Social e Direitos Humanos do Estado do Rio, Zaqueu Teixeira, tomou posse nesta quinta-feira (6) e anunciou ações para 2013. Uma das marcas de sua gestão será o enfrentamento ao crack e a realização de um seminário em janeiro para discutir o papel de todos os atores envolvidos na questão. Zaqueu disse ainda que outro grande compromisso de sua gestão será a expansão do Rio Sem Miséria para os 92 municípios, bem como a consolidação da agenda social em comunidades pacificadas.

"O nosso objetivo é manter os trabalhos já executados em funcionamento e expandir o plano Rio Sem Miséria para os 92 municípios. Outra meta é buscar uma abordagem adequada e correta no enfrentamento ao crack e para isso vamos organizar um seminário, em janeiro, para compreender o papel do Estado e trazer os municípios para que cumpram cada etapa bem para que possamos ter, de fato, uma política estadual de enfrentamento", disse o secretário.

O seminário terá a participação das secretarias de Assistência Social, Saúde e Segurança, além da sociedade civil, dos conselhos vinculados e do Ministério Público. A ideia é que se assine, nesta ocasião, um termo de compromisso com os municípios para envolvê-los ainda mais na busca, avaliação dos casos, abrigamento, internação e tratamento dos usuários.

"O Rio de Janeiro precisa ser exemplo de inclusão social e, para isso, é fundamental fortalecer e consolidar o Sistema Único da Assistência Social (SUAS), em parceria com o governo federal e as prefeituras e, torna-se imperativo, qualificar e maximizar a execução dos recursos do Fundo Estadual de Assistência Social auxiliando os gestores locais na missão de vencer a burocracia governamental", afirmou Zaqueu Teixeira.

Zaqueu da Silva Teixeira nasceu em Queimados, Baixada Fluminense, em 4 de novembro de 1961 e é graduado em Direito pela Faculdade Nacional de Direito (UFRJ) e pós-graduado em Administração Pública. Em 1993, tomou posse como delegado da Polícia Civil, onde trabalhou na Divisão Antissequestro. Em 2002, foi chefe de Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro. No primeiro governo do presidente Lula trabalhou na Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), onde assumiu o cargo de diretor do Departamento de Execução e Avaliação do Plano Nacional de Segurança Pública. 

Com a reeleição do presidente Luis Inácio Lula da Silva, Zaqueu Teixeira foi trabalhar com o ministro Tarso Genro, como assessor especial. A missão era formatar um programa integrado de Segurança Pública, o Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci). Se elegeu, em 2010, o 5° deputado estadual mais votado do PT, com mais de 30 mil votos.