Índios da Aldeia Maracanã entregam manifesto a ministra e cineastas

Os índios que vivem na Aldeia Maracanã, localizada no terreno do antigo Museu do Índio, entregaram cópias de um manifesto para a ministra Maria do Rosário, da Secretaria de Direitos Humanos, e cineastas durante a abertura da 7ª Mostra de Cinema e Direitos Humanos na América do Sul, realizada no Caixa Cultural, no Centro do Rio, na noite desta terça-feira (27). O mesmo texto foi entregue ao secretário-geral da Fifa, Jerome Valcke.

Entre os intelectuais que foram abordados pelos indígenas está o documentarista Eduardo Coutinho, autor de Cabra marcado para morrer. O evento também contou com uma apresentação do sambista Nelson Sargento.

Eles tentam impedir que o governo do estado os retire do prédio, que pode ser demolido para a construção de uma "área de mobilidade" com bares e lojas.