Lideranças de comunidades pacificadas pela UPP debatem violação à cultura

As Unidades de Polícia Pacificadora instaladas em comunidades cariocas com o intuito de levar cidadania,  ordem e inclusão social à parcela mais carente da população vem recebendo duras criticas de moradores, inclusive de impossibilidade de acesso aos espaços destinados a atividades culturais. 

A partir dessas denúncias, o Movimento Nacional de Direitos Humanos – RJ, promove um encontro nesta sexta-feira, dia 28 de Setembro, a partir das 14 horas, para discutir e apontar proposições sobre o Direito à cultura nas comunidades com UPP. 

Além da impossibilidade de participar de espaços culturais, como por exemplo, as escolas de samba, moradores reclamam também de práticas de violência física por parte dos policiais contra os moradores, invasão de domicilio e apreensão irregular de bens.

O encontro começa a partir das 14h na sede da Organização de Direitos Humanos Projeto Legal, na Avenida Marechal Floriano, 199, sala 502, centro do  Rio de Janeiro. Mais informações pelo telefone: (21) 2507-6464.