Policiais federais fazem novo ato pacífico de protesto

Desta vez, os grevistas abraçam o Cristo Redentor

Nesta terça-feira, às 11h, agentes, escrivães e papiloscopistas da Polícia Federal, em greve há mais de um mês, darão um abraço simbólico a um dos principais cartões postais do Rio de Janeiro: o Cristo Redentor. Mil bolas de soprar, representando mil dias de negociação com o Governo federal, serão soltas no alto do Corcovado.

Uma bandeira com 25 metros de comprimento deverá ser erguida, com inscrições em português e inglês, pedindo a reestruturação salarial e de carreira dos policiais federais. Eles também pretendem fazer uma oração, pedindo proteção ao movimento grevista, que completou um mês no último dia 6. No movimento, são esperados cerca de 200 policiais federais.

Na semana passada, dia 5, para reivindicar o reconhecimento das atribuições de nível superior, os grevistas queimaram cópias de diplomas de graduação em frente à sede da Superintendência Regional da PF. Já no Estádio Mário Filho, no Maracanã, os policiais deram um abraço em torno da estátua do jogador Bellini e jogaram bolas de futebol para o alto com a mensagem SOS PF, além de exibir faixas reforçando a causa.