Secretaria de Segurança prorroga inscrições no Banco de Talentos

A Secretaria de Segurança prorrogou até o dia 16 de setembro o cadastramento de colaboradores e profissionais que queiram ministrar aulas nos cursos a serem administradas pela Polícia Militar e Civil. O valor básico pago pela hora/aula é de R$ 65, podendo variar em razão do grau de instrução.

O cadastramento é feito no Sistema Banco de Talentos da Subsecretaria de Educação, Valorização e Prevenção e não tem um número limitado de vagas, por não se tratar de concurso público. A estimativa da Subsecretaria é de contratação de 500 profissionais para trabalharem em um das 724 disciplinas disponíveis, entre cursos de formação e extensão, em áreas como Direito, Educação Física, Administração e Instrução, entre outras.

O cadastramento será realizado, obrigatoriamente, por meio do endereço eletrônico www.bancodetalentos.seseg.rj.gov.br e não implicará na seleção imediata. O candidato ficará cadastrado no banco de dados do Sistema, que é consultado e utilizado pelas instituições de ensino das Polícias Civil e Militar do Estado do Rio de Janeiro, de acordo com suas necessidades. Apenas os candidatos cadastrados poderão ser convocados para dar aulas.

Os candidatos já cadastrados deverão editar os dados para participar do processo seletivo em razão da nova versão do Banco de Talentos.

- Durante o último processo seletivo no primeiro semestre deste ano, pelo qual contratamos 352 pessoas, ficou claro para a Secretaria de Segurança a necessidade de tornar o Banco de Talentos mais versátil, para tanto, desenvolvemos uma nova versão - explicou a subsecretaria Juliana Barroso.

A Secretaria de Segurança migrou todos os cadastros antigos, mas é necessária a atualização do Cadastro por parte dos candidatos com vistas a sua participação na seleção.

O processo de seleção compreende as etapas de cadastramento, homologação dos cadastros, análise e seleção pelas instituições de ensino policial e posteriormente a convocação temporária dos candidatos selecionados, não tendo, portanto, vínculo empregatício com nenhuma instituição. No ato do cadastro, os candidatos poderão indicar até cinco disciplinas de acordo com sua formação e experiência profissional, além de optar por até duas funções, que podem ser, por exemplo, docente e tutor. Os selecionados poderão ministrar as aulas em diversas unidades da Polícia Civil e da PM, localizadas em diferentes bairros do Rio.

Toda a documentação que regulamenta o Sistema Banco de Talentos pode ser acessada por meio do link DOE/RJ no endereço www.bancodetalentos.seseg.rj.gov.br