Controle de cheias no Noroeste Fluminense tem audiência pública

Nesta quinta-feira (30/8), foi realizada em Santo Antônio de Pádua a segunda audiência pública para debater com a população das regiões Norte e Noroeste Fluminenses os cinco projetos de controle de cheias que o governo do estado irá implantar em dois anos nos rios Muriaé e Pomba, que periodicamente transbordam em ocasiões de muita chuva e causam inúmeros danos materiais e até de vidas humanas. Com a presença do vice-governador e coordenador de Infraestrutura do Estado, Luiz Fernando Pezão, a reunião ocorreu no Teatro Municipal Geraldo Tavares André, no centro da cidade.

Do morador a empresários, técnicos em geologia, engenheiros, empresários, produtores rurais e líderes políticos, dentre eles o prefeito José Renato, havia representação de todas as classes sociais do município. Eram mais de 200 pessoas presentes para ouvir e apresentar ideias e sugestões ao projeto destinado ao Rio Pomba, que terá muros de gabião e de aterro e dragagem de 1,5 milhão de metros cúbicos em um extenso trecho do curso d´água em área urbana. Serão ainda regularizados 7,5 mil metros do leito do rio e reforçada uma ponte.

A plateia foi muito participativa, e, entre as sugestões, houve quem propusesse que as obras de alguma forma pudessem impulsionar o turismo na cidade, através do rio. Outro participante propôs a criação de um comitê de acompanhamento formado por representantes da cidade, prontamente aceito pelo subsecretário de Projetos e Intervenções Especiais da Secretaria do Ambiente, Antônio da Hora, ao abrir as oportunidades para intervenções da plateia, após o término da apresentação.

Ainda serão realizadas outras três audiências públicas, em datas a serem marcadas, em Itaperuna, Italva e Cardoso Moreira, outras cidades contempladas com as obras de contenção de enchentes.