Ibram oferece ajuda para avaliar pinturas queimadas em incêndio 

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), sediado em Brasília, informou, nesta quarta-feira, a oferta de auxílio ao marchand romeno Jean Boghici. O apartamento do colecionador, em Copacabana, no Rio de Janeiro, foi atingido por um incêndio que culminou por destruir obras de pintores famosos como Di Cavalcanti e Guinard, na última segunda-feira.

Boghici foi procurado pelo Ibram, que lhe ofereceu ajuda técnica. Porém, segundo a assessoria da associação, o marchand afirmou estar resolvendo a situação por conta própria, até o momento. O Instituto se disponibilizou a deslocar técnicos para fazer avaliações sobre o que poderia ser recuperado das obras queimadas no incidente.

O apartamento de Boghici ficou sob chamas por mais de duas horas. A Polícia Civil informou que o laudo pericial deverá ficar pronto em 15 dias. Segundo o Corpo de Bombeiros, o fogo pode ter sido causado por um curto-circuito em um dos aparelhos de ar-condicionado da residência. O incêndio, que chegou a obrigar o fechamento do tráfego na rua Barata Ribeiro, destruiu grande parte de uma das mais importantes coleções de obras de arte do País, formada a partir dos anos 60 pelo romeno radicado no Brasil, um dos pioneiros do mercado de arte no Rio de Janeiro.

Apesar disso, o marchand surpreendeu, ao dizer, repetidas vezes com a voz embargada, que a maior perda não foram os quadros de sua coleção, mas a sua gata Pretinha, que morreu atingida pelas chamas. "Estou muito chateado, mas não é por causa do quadro não. É por causa do meu gato, que morreu", disse, chorando. "Não quero saber de quadro, meu gato morreu", lamentou.

No início da tarde da última terça-feira, ele aceitou falar com a imprensa e disse que irá se vingar do acidente fazendo "uma bela exposição". Aos jornalistas, o colecionador confirmou que muita coisa se perdeu. "Queimou, qual o problema? Vai ficar tudo bom de novo. Já tive esse problema na década de 1970, perdi vários quadros e fiquei doente praticamente. Na época, fiz uma bela exposição e foi uma vingança contra o destino. Vamos fazer exposição muito bonita para me vingar".