Bombeiros vão disputar provas internas de habilidades na próxima semana

Os Jogos Olímpicos de Londres terminam no próximo domingo, mas, para o Corpo de Bombeiros, o clima de competição começa na segunda-feira (13), quando terão início as provas profissionais no pátio do Quartel Central. Até o dia 24 de agosto, as “Olimpíadas” da corporação reunirão 1.293 inscritos de 38 unidades do estado.

Os militares terão suas habilidades testadas em dez provas: agilidade; pista de aparelho; ordem unida; linha direta; reconhecimento de ferramentas; atendimento pré-hospitalar; corda lisa; nós e voltas; resistência; e simulado de combate a incêndios e salvamento.

Os competidores – classificados em seletivas realizadas por cada unidade em julho – vão disputar provas individuais e em equipe. Durante a competição, o militar que desempenhar a modalidade em menor tempo e de forma correta será o vencedor. Para cada prova haverá um oficial responsável por fiscalizar cada ação do concorrente.

Empenhados em vencer, os bombeiros realizaram também treinamentos no Quartel Central para se familiarizarem com o ambiente das provas. Nesta quinta-feira (09/08), foi o dia de treinamento dos militares do quartel de Campos, no Norte Fluminense. O sargento Leandro da Silva Pinto, de 30 anos, se prepara para competir na prova de agilidade e realizou a etapa em 3’54”.

– Ainda não estou satisfeito com o meu tempo. Sei que posso melhorar. O segredo da prova de agilidade é conseguir colocar a roupa rápido depois de tanto esforço físico – disse o sargento, confiante em sua vitória.

O bombeiro campeão será premiado com uma medalha, que contará ponto para sua promoção de carreira. Já o prêmio para o Grupamento de Bombeiro Militar (GBM) é uma estrela, que deverá ser usada sobre o distintivo por cada militar do grupamento durante um ano.

– As modalidades focam em todas as atividades dos bombeiros: umas voltadas para a parte física e outras para a técnica. É um aprimoramento para os militares – afirmou o coordenador das provas profissionais, coronel Eduardo Saraiva.

A competição entre as unidades operacionais é uma tradição na corporação que estava suspensa desde 2006. Para o secretário de Defesa Civil e comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Sérgio Simões, além de promover a união dos bombeiros, as provas profissionais são um incentivo a mais na carreira dos militares.

– É uma motivação para a instrução porque todos os participantes passam por uma reciclagem e, além disso, o evento faz parte da história da corporação que está sendo resgatada – disse Simões.

Os cinco melhores competidores vão participar dos Jogos Mundiais de Bombeiros, que serão realizados em Sydney, na Austrália, de 19 a 28 de outubro.