Após denúncia do 'JB', Bairro Carioca tem instalação de rede de gás concluída

Moradores denunciaram atraso na conclusão de rede de gás em obra inaugurada por Paes

Depois de um mês de espera das 460 famílias pela conclusão da instalação do encanamento de gás do Bairro Carioca, em Triagem, na Zona Norte do Rio, a rede para atender o empreendimento foi finalmente concluída pela Companhia Estadual de Gás (CEG). 

A matéria do 'JB' com a denúncia de moradores foi publicada na segunda-feira (7). Já na terça (8), o problema foi sanado, segundo moradores. A fase já inaugurada do empreendimento (lotes 1 e 3) custou R$ 23,8 milhões aos cofres públicos e contou com recursos do Programa Minha casa Minha Vida, do governo federal.

>> Dilma, Paes e Cabral inauguram conjunto que tem só 20% das unidades prontas

>> Moradores denunciam ausência de rede de gás em condomínio da Prefeitura

"Finalmente o gás chegou e não teremos que nos arriscar mais com os botijões na cozinha dos apartamentos. É uma pena que demoramos um mês para conseguir conquistar um direito tão básico que havia sido prometido pela Prefeitura", comemorou Thiago Cavalheiras, morador do Lote 1. "O que chamou a atenção foi que depois da reportagem publicada, o problema foi resolvido em apenas um dia", destacou.

Manter botijões de gás em apartamentos é proibido no estado do Rio de Janeiro desde 1976. No entanto, sem a instalação da rede de gás concluída para uso dos moradores, foi a opção que restou ao grupo.

Segundo Paula Souza, 25 anos, vizinha de Thiago Cavalheiras, a permissão para o uso de botijões partiu de funcionários da Direcional, responsável pela construção do empreendimento.

"Avisaram para a gente trazer o bujão (sic), porque o gás ia demorar a chegar", lembrou a dona de casa. "E demorou mesmo. Foram 31 dias: 30 dias de espera antes da reportagem e um depois", queixou-se a ex-moradora da Rocinha, na Zona Sul do Rio.