Idosa encontrada morta em São Conrado  foi vítima de latrocínio 

A Polícia Civil do Rio acredita que a dona de casa Alpha Dias Kieling, 76 anos, encontrada morta e enterrada no quintal da casa onde morava sozinha em São Conrado, na Zona Sul do Rio, foi vítima de latrocínio (roubo seguido de morte). O caseiro que trabalhava para ela há cinco meses é o principal suspeito, e continua desaparecido.

O filho único da vítima, o empresário Robert Dannenberg, 48 anos, constatou o desaparecimento de vários bens da casa, como joias, um frigobar e uma bicicleta. A mulher estava desaparecida desde o dia 20 de julho, quando avisou ao filho que faria uma viagem a Teresópolis. 

No último domingo, o empresário comunicou, por meio de uma rede social, que finalmente havia encontrado a mãe. "Amigos infelizmente encontraram minha mãe vítima da violência que assola e banaliza a todos. Uma grande barbárie que está cada vez mais perto de todos nós. Não tenho como agradecer ao apoio de todos na busca por ela. Estou sem palavras para expressar a minha gratidão por todos aqueles que fizeram suas orações e me ajudaram neste dura missão", disse. O caso é conduzido pela Divisão de Homicídios da Polícia Civil.