Rio de Paz faz novo protesto contra a morte da menina Bruna

O movimento Rio de Paz vai realizar hoje (31), a partir das 14h, um ato público na praia de Copacabana em protesto contra a morte da menina Bruna. Uma faixa será colocada na areia da praia, na altura da Avenida Princesa Isabel, com o número da sepultura de Bruna. Além da faixa, 10 cruzes, uma para cada ano de idade da criança, serão fincadas na areia. 

Ursinhos de pelúcia, representando a inocência da menina, serão simbolicamente crucificados. Às 18h, 10 velas serão acesas encerrando a manifestação.

Bruna da Silva Ribeiro, 10 anos,  morreu na sexta-feira (27), após ser baleada durante uma operação do Batalhão de Operações Especiais (Bope), na comunidade da Quitandinha, Costa Barros, Rio de Janeiro.

"Naquela sepultura não está apenas o corpo da menina Bruna, mas os valores da democracia brasileira, cujo dever é garantir dignidade de vida e segurança para todos os seus cidadãos, especialmente, as nossas crianças. Esperamos que esse tipo de morte desnecessária, que está fazendo sangrar o coração de uma família humilde, nunca mais se repita na vida dos moradores de comunidades pobres do Rio de Janeiro", disse o presidente do Rio de Paz Antônio Carlos Costa.

Ontem, o Rio de Paz, com a autorização da família, realizou um ato de protesto na sepultura de Bruna no Cemitério São Francisco Xavier, no Caju, na Zona Portuária do Rio de Janeiro.