PM de UPP atira em homem em Nova Iguaçu 

Um policial militar baleou um homem no fim da madrugada deste sábado, na Via Light, no Centro de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. De acordo com o delegado adjunto da 56ª DP, Leonardo Borges, a versão do soldado Eduardo Thales Lopes Pires e dos amigos Leonardo de Aguiar Camacho, de 27 anos, são conflitantes.

Leonardo - que é irmão do jogador Camacho, do Flamengo - foi atingido na coluna e passará por cirurgia. Ele foi inicialmente levado para o Hospital da Posse, em Nova Iguaçu, mas depois foi transferido para um hospital particular.

De acordo com um comunicado enviado pela Polícia Militar, o soldado -  que é lotado no 23º BPM (Leblon) e atualmente serve a Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Vidigal - estava saindo do Centro Gastronômico de Nova Iguaçu acompanhado de sua esposa e mais um casal de amigos, quando foi abordado por três homens que começaram a assediar, insultar e empurrar sua esposa. O soldado Thales se apresentou como policial e passou a ser alvo dos insultos dos três, que aparentavam estar bêbados. 

O policial, que é morador da cidade e estava de folga, alega que em legítima defesa sacou o revólver calibre 38 que possui, devidamente registrado em seu nome, e atirou contra o jovem. "O policial estava pegando o carro para socorrer a vítima quando viu uma viatura do 20º BPM (Mesquita) que fazia patrulhamento pelo local. Thales se identificou e contou para os policiais que havia atirado contra uma pessoa e, com o auxílio dos policiais, colocou a vítima na viatura e o acompanhou até o Hospital Geral de Nova Iguaçu (HGNI), onde Leonardo foi atendido", informa a nota. 

O caso foi registrado como tentativa de homicídio e o policial foi liberado.