Em um mês, blitzes móveis do Detran aplicam 392 multas em veículos

Mais de 90% dos automóveis com irregularidades foram levados para depósitos 

O Detran apertou o cerco às irregularidades com a blitz móvel, uma nova modalidade de fiscalização, que entrou em operação no dia 15 de março. No primeiro mês de funcionamento, a Fiscalização Seletiva Eletrônica Circulante do Detranjá aplicou 392 multas em veículos com a vistoria atrasada. 

Mais de 90% dos veículos foram levados para os depósitos do Detran durante essas operações – 241 em março e151 em abril – estavam com o licenciamento anual obrigatório pendente. Também foram recolhidas 19 carteiras de habilitação de motoristas. 

Cada equipe da fiscalização é composta por dois motociclistas do Batalhão de Choque (BPChoque), um reboque eum veículo equipado com sistema de leitura de placas interligado à rede do Detran.

Em meio ao trânsito, o equipamento detecta veículos irregulares e motoristas cujas carteiras de habilitação estãovencidas. De dentro do veículo, o agente do Detran avisa, via rádio, os policiais militares que, imediatamente, abordamo motorista flagrado. 

Baixada Fluminense receberá a operação

A vantagem da nova modalidade de fiscalização é que apenas veículos em situação irregular são parados pelos fiscais, evitando transtornos para os demais motoristas. Em outra etapa, a operação será estendida pela Baixada Fluminense e interior do estado. 

– Estamos usando a tecnologia para realizar a fiscalização sem prejudicar a fluidez do trânsito e sem causar transtornos aos motoristas.

Outro fator importante é que a operação ganha capilaridade por ser móvel e os motoristas não terão como saberonde estarão os fiscais – afirmou o presidente do Detran, Fernando Avelino.