Policiais federais fazem operação-padrão no Aeroporto Tom Jobim

Os policiais federais do Rio de Janeiro realizam uma operação-padrão, nesta quinta-feira, no Aeroporto Internacional Tom Jobim, Galeão, em adesão ao movimento nacional da categoria contra as terceirizações nos cargos de imigração nos aeroportos brasileiros, funções que eram exclusivas da Polícia Federal. 

Durante a operação, policiais irão checar a documentação e bagagens de todos os passageiros que desembarcarem ou embarcarem no país.

A participação no  movimento foi decidida por unanimidade durante assembleia realizada nesta segunda-feira (16), no auditório do Sindicato dos Servidores do Departamento da Polícia Federal no Estado do Rio de Janeiro (SSDPF/RJ). 

Segundo Telmo Correa dos Reis, presidente do SSDPF/RJ, a terceirização irregular de funções estratégicas e exclusivas da PF nos aeroportos brasileiros põe em risco a segurança nacional, especialmente com a proximidade de grandes eventos mundiais no país, como Copa do Mundo e Jogos Olímpicos. 

"Os terceirizados não sabem a diferença entre um imigrante ilegal, um padre ou uma mula do narcotráfico", diz Telmo.

O protesto também visa chamar a atenção para a campanha salarial dos policiais federais, que aguardam posição do Governo desde o ano passado em relação à reestruturação da carreira policial.