TRE-RJ homenageia ministro Lewandowski

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro concedeu, nesta sexta-feira, dia 13, a Medalha do Mérito Eleitoral ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Ricardo Lewandowski. 

Única personalidade homenageada com a comenda neste ano, o ministro mereceu uma recepção entusiasmada do presidente do Tribunal, desembargador Luiz Zveiter. 

"Além da cultura jurídica, Vossa Excelência possui uma profunda sensibilidade humanista e faz o Judiciário ser respeitado", elogiou o desembargador. Na mesma cerimônia, 41 novos juízes eleitorais tomaram posse.

No discurso de saudação, a vice-presidente do TRE-RJ, desembargadora Letícia Sardas, lembrou o número reduzido de agraciados com a condecoração. Criada no Rio de Janeiro em 1977, a Medalha do Mérito Eleitoral homenageia personalidades que efetivamente se destacam no mundo jurídico, mais especificamente no Direito Eleitoral. 

"Ao escolher o ministro Ricardo Lewandowski, o TRE-RJ acertou em cheio, pois a cerimônia de hoje premia alguém que soube e saberá sempre homenagear o Judiciário com as suas decisões", disse a desembargadora.

O ministro Lewandowski ressaltou a trajetória histórica da Justiça Eleitoral na legitimação das instituições republicanas. 

"Trata-se de uma Justiça de vanguarda, cuja atuação fez com que a Democracia pudesse florescer no Brasil", disse. Ele relembrou o imenso aparato mobilizado pelas eleições e fez uma saudação aos 41 juízes eleitorais que haviam acabado de tomar posse. "Vocês estão na linha de frente nas eleições, na trincheira da batalha pela Democracia no Brasil", disse.

Para o ministro, o êxito da Justiça Eleitoral em garantir o respeito ao voto popular tem desdobramentos que contribuíram para que o Brasil alcançasse o status de 5ª potência econômica mundial. 

"Fizemos uma eleição em 2010 em que o resultado da votação para Presidência da República foi apurado em apenas 1h40 e, no dia seguinte, a sociedade estava pacificada", afirmou Lewandowski. "Hoje a Justiça Eleitoral proporciona segurança institucional e contribui para aumentar a credibilidade junto aos nossos parceiros internacionais", analisou o ministro.

Os 41 novos juízes eleitorais vão exercer um mandato de dois anos, em cartórios da capital e do interior. A juíza Claudia Fernandes Bartholo Suassuna prestou o compromisso simbólico de posse, em nome dos demais magistrados. Ela assumiu a titularidade da 182ª Zona Eleitoral da Taquara.