Teresópolis ainda tem mais de 230 desabrigados por causa da chuva 

Pelo menos 232 pessoas continuam desabrigadas em Teresópolis, na Região Serrana do Rio, por causa do temporal que atingiu o município na última sexta-feira (6). Em boletim divulgado na manhã de hoje (11), a prefeitura informa que as vistorias técnicas em imóveis em áreas de risco continuam e que, das 641 casas avaliadas, 509 foram interditadas. A forte chuva que caiu no município provocou deslizamentos de encostas e desabamentos de casas, deixando cinco mortos e 24 feridos.

Nos bairros Pimentel, Rosário, Santa Cecília, Bom Retiro e Prata, 26 casas foram destruídas. Segundo a prefeitura, as famílias desabrigadas foram levadas para escolas públicas que funcionam como pontos de apoio e lá estão recebendo roupas e alimentos. Os alunos dessas unidades e de outras que ficaram danificadas pelo temporal estão tendo aulas em escolas próximas.

Ontem (10), em ato publicado no Diário Oficial do município, a prefeitura decretou situação de emergência por 90 dias, prazo que pode ser prorrogado por até 180 dias. O decreto autoriza a prefeitura a fazer contratações, sem licitações, para socorrer os desabrigados e recuperar as áreas atingidas, por meio de ações como a aquisição de veículos, máquinas e equipamentos, e o recrutamento de pessoal para a compra de alimentos, medicamentos, vacinas, roupas e materiais de construção.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) informou que o tempo na região está parcialmente nublado, com possibilidade de chuva isolada. Equipes da Defesa Civil de Teresópolis permanecerem em atenção.