Cerimônia na Igreja da Penha lança Prêmio Plumas e Paetês 2012

Com apoio da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, a organização do Prêmio Plumas e Paetês – dado aos trabalhadores anônimos do Carnaval carioca – reuniu na manhã desta quinta-feira (5/4) personalidades do mundo do samba para ação de lançamento oficial de sua oitava edição. A data não foi escolhida por acaso: seria o aniversário de Donga, autor do primeiro samba gravado na história da música brasileira (“Pelo Telefone”, de 1917) e personalidade escolhida para ser homenageada durante a entrega dos prêmios, que acontece em maio.

A cerimônia teve início às 11h, nas escadarias da Igreja da Penha, onde “Pelo Telefone” foi originalmente lançada, durante a tradicional Festa da Penha. Além dos organizadores, personalidades ligadas ao mundo do samba estiveram presentes, como o produtor Haroldo Costa, Lygia Santos, filha do Donga, e a baiana Maria Moura, que integra o grupo de mães baianas que tradicionalmente fazem a lavagem da Sapucaí no Carnaval.

"O apoio da Secretaria de Desenvolvimento ao Plumas e Paetês está diretamente ligado ao conceito da valorização dos prestadores de serviço do Carnaval que o prêmio possui. Além dos profissionais conhecidos pelo grande público, são também os aderecistas, carpinteiros, costureiras, eletricistas, ferreiros, iluminadores, e tantos outros, os grandes responsáveis pela concretização da maior festa popular do mundo", explicou Luiz Carlos Prestes Filho, superintendente de Desenvolvimento da Indústria Cultural.

Lygia Santos, filha do músico Donga, contou que ficou emocionada ao saber da escolha do local para o lançamento oficial do prêmio, que este ano homenageia seu pai. A ocasião também lembrou momentos marcantes da história do samba.

"Ele e seus amigos, como Pixinguinha e João da Baiana, se reuniram muito aqui, em um evento que eles apelidaram de "Vou à Penha de branco". Eram encontros de roda de samba aos domingos, dos quais surgiram grandes canções que perduram até hoje na cultura brasileira", contou. 

Durante a cerimônia, a organização do evento também apresentou pela primeira vez o troféu pronto: a escultura de um aparelho telefônico similar aos utilizados na época em que a canção “Pelo Telefone” foi gravada, estilizado com notas musicais da partitura do samba. A entrega dos prêmios acontecerá no dia 12 de maio, na Cidade do Samba, às 20h, e tem o apoio da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico. Foram eleitos pela equipe julgadora profissionais de 28 categorias que trabalham nas escolas de samba de cada um dos grupos Especial, de Acesso A e B, e, pela primeira vez, dos grupos C, D e E.