Presidente da Mangueira vai pedir presença da PM para garantir eleições

Depois de traficantes invadirem uma reunião na favela da Mangueira que tratava das diretrizes para a eleição de um novo presidente da escola de samba, o atual presidente da agremiação Ivo Meirelles disse nesta terça-feira que pretende pedir a presença da Polícia Militar para garantir a ordem durante a votação, prevista para o dia 28 de abril.

Ele chegou à sede da escola de samba num carro blindado e com seguranças, mas negou que o veículo blindado esteja relacionado aos últimos acontecimentos. Segundo Meirelles, ele faz uso deste tipo de automóvel desde 2007. 

Mais cedo, ele prestou depoimento na 17ª DP (São Cristóvão) que investiga o episódio e o convocou para ouví-lo. Na quarta-feira, segundo o atual presidente da Estação Primeira de Mangueira, traficantes fortemente armados invadiram uma reunião e impuseram um candidato, que seria um advogado. Com o indicado para o tráfico, a eleição passaria a ter uma chapa única.

"Eu continuo como presidente e as eleições estão marcadas para o dia 28 (de abril)", disse Ivo, após a confusão ocorrida na quarta-feira (28).