Alerj entra com ação contra barcas por novo acidente com catamarãs    

A Comissão de Defesa do Consumidor da Alerj entrou com nova ação coletiva de consumo contra a Barcas S/A, junto à 5ª Vara Empresarial, para que a concessionária seja obrigada a indenizar os passageiros afetados pela colisão entre duas embarcações, no último dia 13, em mais um acidente envolvendo a empresa. O catamarã Avatares, que fazia o trajeto Charitas-Praça XV, apresentou problema técnico e ao fazer uma manobra de atracação se chocou com o catamarã Urca. Nenhum dos 404 passageiros se feriu, mas sofreram um grande susto. 

É a segunda ação movida pela Alerj contra a Barcas S/A num período de quatro meses. Em dezembro passado, a Comissão presidida pela deputada Cidinha Campos acionou a concessionária na Justiça para condená-la a indenizar todos os danos materiais e morais sofridos pelas vítimas dos acidentes ocorridos nos útimos cinco anos (total de 17 acidentes). A estimativa de usuários vítimas no período de 2005 a 2010 é de cerca de 17 mil  - média de 1.000 usuários por embarcação.

“A concessionária precisa entender de uma vez por todas que a obrigação dela é oferecer qualidade e segurança no transporte de milhares de usuários do sistema. É um acidente atrás do outro, e a empresa tem de ser responsabilizada por isso e indenizar os passageiros”, justifica Cidinha.      

A deputada observou, ainda, que dois dias depois do acidente entre as embarcações Avatares e Urca houve um novo incidente dessa vez envolvendo a barca Itaipu (Paquetá-Prça XV). A barca, com capacidade para mil passageiros, apresentou problemas e os usuários tiveram de desembarcar e aguardar nova embarcação – o que ocasionou um atraso de 50 minutos.