Mais um dia de tumultos em estações da SuperVia

Os passageiros dos trens da SuperVia têm mais um dia difícil nesta quinta-feira. Três composições pararam na estação de Sampaio, na Zona Norte do Rio, provocando a ira dos usuários. O clima é de tensão no local. Revoltados com a situação, eles saltaram do trem e depredaram uma composição que ia para a Central do Brasil. Com a linha férrea ocupada, o Batalhão de Polícia Ferroviária precisou ser acionado para tentar controlar o tumulto.

As plataformas das estações de Sampaio e Engenho Novo estão lotadas. Outros passageiros fazem manifestação na linha férrea, seguindo a pé até a estação São Francisco Xavier. Por conta dos problemas, as estações do Méier e Engenho Novo estão fechadas. A circulação dos trens continua interrompida devido ao grande número de pessoas na linha férrea.

Os pontos de ônibus da Avenida Marechal Rondon estão superlotados.

A SuperVia divulgou nota sobre os incidentes. Veja: 

"A SuperVia informa que, por volta das 7h10 de hoje (09/02), identificou problema operacional em trem que seguia de Queimados para a Central do Brasil e não pode continuar sua viagem. O trem parou próximo à estação Sampaio (ramal Deodoro) e os clientes precisaram desembarcar na linha, com auxílio dos agentes da concessionária. Equipe técnica está no local para reparar a composição e proceder com a liberação da via, porém, um grupo de passageiros ocupa a linha férrea, impedindo o trabalho dos funcionários e a circulação dos trens dos ramais Deodoro, Japeri e Santa Cruz. Por medida de segurança, as estações Méier, Engenho Novo, Sampaio e Riachuelo foram fechadas. Imediatamente, a SuperVia acionou o Núcleo de Polícia Ferroviária e o batalhão de polícia da área para tomar as devidas providências."

Estações de Deodoro e Central também registram tumultos nesta manhã

Depois dos tumultos e depredações na estação Sampaio da SuperVia, passageiros iniciaram um quebra-quebra na estação de Deodoro, na manhã desta quinta-feira. Por conta dos problemas no Sampaio, os trens começaram a funcionar com intervalos irregulares. Então, os passageiros pediram o dinheiro de volta, o que não foi aceito pela SuperVia. 

Um tumulto se iniciou em Deodoro. Muitos passageiros tentaram arrombar o caixa eletrônico de um banco. A Polícia Militar foi chamada para controlar os ânimos.

E na Central do Brasil os ânimos também ficaram exaltados. Revoltados com os atrasos, os passageiros também tentaram obter o dinheiro de volta, mas como não conseguiram, iniciaram um protesto.

Agetransp instaura processo sobre incidente na SuperVia

A Agetransp informa que sua fiscalização de campo, que se encontrava na estação Sampaio da Concessionária SuperVia hoje pela manhã (09), detectou problemas técnicos numa composição que circulava no trecho e imediatamente acionou o CMC da Agência. 

Devido ao fato, os passageiros desceram do trem e caminharam pelos trilhos, o que gerou a interrupção do tráfego no local. A Agetransp enviou fiscalização ao local e instaurou processo para apurar os motivos do incidente.