Prefeitura identifica mais 11 bueiros com risco de explosão. Total vai a 313

A prefeitura do Rio de Janeiro identificou na madrugada desta quarta-feira mais 11 bueiros com alto risco de explosão. Foram 338 vistorias de tampões do monitoramento independente no Centro e no bairro de Copacabana. Somente a avenida Mem de Sá concentra seis bueiros que ameaçam explodir. A avenida Professor Pereira Reis e as ruas dos Inválidos, de Santana, Washington Luiz e do Ouvidor têm, cada uma, um bueiro nessa condição.

Com a vistoria da Secretaria de Conservação e Serviços Públicos nesta madrugada, o total de bueiros com alto risco de explosão chegou a 313. Em todos esses casos, segundo a prefeitura, o protocolo de emergência foi acionado, com a comunicação imediata ao Centro de Operações Rio e as concessionárias Light e CEG. Os bueiros foram isolados e sinalizados para reparo imediato pelas concessionárias.

Desde o inicio da operação de fiscalização, em agosto do ano passado, foram realizadas 40.253 vistorias em bueiros na cidade. O monitoramento independente de risco em bueiros tem duração de seis meses e decorre de acordo de cooperação entre a prefeitura do Rio, o governo do Estado, o Ministério Público e o Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Rio de Janeiro (Crea-RJ).