Sapucaia tem quatro mortos após deslizamento; 15 estão desaparecidos

O número de mortos vítima dos deslizamentos de terra na cidade de Sapucaia, no Centro Sul Fluminense, chegou a quatro no início da tarde desta segunda-feira (9), depois que deslizamentos atingiram o município na madrugada. 

De acordo com informações da Defesa Civil, três corpos foram resgatados no distrito de Jamapará  - que fica na divisa com Minas Gerais - e um quarto numa localidade ainda não divulgada. 

Cerca de 15 pessoas estão desaparecidas e teriam sido soterradas nos escombros das oito casas destruídas no deslizamento de Jamapará, de acordo com a Prefeitura da cidade.

De acordo com o secretário de comunicação de Sapucaia, Sérgio Murilo, houve grande dificuldade de homens do Corpo de Bombeiros para chegar no local afetado, já que houve queda de barreira nas estradas.  

>> Cabral determina reforço imediato para socorrer vítimas de Sapucaia

Segundo informações do coordenador de Defesa Civil  Marco Antônio Teixeira Franco, o deslizamento foi provocado pelo fato das construções terem sido realizadas em locais irregulares de Jamapará. Ao todo, 30 casas foram interditadas pela Defesa Civil e cerca de 150 pessoas estão desalojadas. 

"A situação em Jamapará é crítica porque as construções foram feitas numa encosta íngreme, entre a estrada e um rio", pontuou o engenheiro.