Implosão de antigos galpões da CCPL foi um sucesso 

Foi um sucesso a implosão dos antigos galpões da Cooperativa Central dos Produtores de Leite (CCPL), na Avenida Dom Hélder Câmara, em Benfica, na Zona Norte do Rio. No lugar, a Secretaria estadual de Obras vai construir 688 unidades habitacionais e espaços de lazer, na área de 50 mil metros quadrados.

Foram usados 250 quilos de dinamite para implodir quatro prédios. A implosão vai gerar 80 mil toneladas de entulhos, que serão usados no aterro do terreno.

A circulação de trens e metrô foi interrompida durante a operação.  

Os moradores do entorno da antiga fábrica foram retirados de suas casas, por questões de segurança, a partir das 7h. A Defesa Civil e trabalho social do PAC fizeram uma última checagem às 7h30 para ver se todas as casas foram realmente liberadas. Os moradores foram recebidos em um ponto de apoio montado na Rua Abdalla Chama. No local, havia tendas de atendimento com lanche fornecido pelo governo do estado, aguadeiros da Cedae, além de uma unidade do Corpo de Bombeiros.  

Há cerca de dez anos as instalações da antiga fábrica de laticínios foram invadidas por famílias que lá viviam em condições precárias. Desde maio do ano passado as 1.273 famílias que moravam no local estão sendo reassentadas. Daquele total, 132 já receberam apartamentos no Complexo do Alemão, 207 optaram por compra assistida e/ou indenização e 934 estão recebendo aluguel social.  

Estarão presentes o vice-governador e coordenador de Infraestrutura, Luiz Fernando Pezão, o secretário de Obras, Hudson Braga, e o presidente da Emop, Ícaro Moreno.