Copacabana recebe 2012 com fogos e promessa de sustentabilidade

Como esperado, Copacabana parou para assistir, por 16 minutos, a tradicional queima de fogos que saudou a chegada de 2012 no Rio. Desta vez, o verde deu o tom do Réveillon "sustentável", com a promessa de compensação, por meio do plantio de árvores, dos danos ambientais causados pelas emissões de carbono.

Cerca de 2 milhões de pessoas lotaram toda a orla da praia. Desde o início da noite, o público era animado por shows do DJ João Brasil, da sambista Beth Carvalho, e da banda O Rappa.

A queima de fogos teve seis fases temáticas, e contou com trilha sonora eclética, de Beatles a música clássica, passando pelo funk e o samba, com fogos explodindo ao longo de toda a extensão da areia. O projeto foi assinado pela empresa Pirotecnia Igual, de Barcelona. Já a trilha sonora ficou a cargo do DJ João Brasil.

A estrutura contou com 11 balsas, dispostas no mar em pontos estratégicos, de 10,8 X 8 m cada, 27.180 bombas entre quatro e 12 polegadas (19 toneladas), sistema de disparo computadorizado, fogos com alcance entre 90 e 350 m, bombas revestidas por papel e impermeabilizadas e pavios à prova d´água, além de tubos com cintas de segurança acima de quatro polegadas.  

A Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil (SMSDC) informou que foram realizados 1.645 atendimentos e 87 remoções, das 17h do dia 31 dezembro às 5h30 do dia 1º de janeiro, nos sete postos médicos montados na orla de Copacabana. A maioria dos atendidos apresentava cortes nos pés e nas pernas ou intoxicação alcoólica.