Jovem baleada em carro de Adriano chega à delegacia para acareação

A estudante Adriene Cyrilo, baleada dentro do carro do jogador Adriano, recebeu alta hospitalar nesta quarta-feira (28), e foi conduzida à 16ª DP da Barra da Tijuca para prestar depoimento. Ao chegar na delegacia, por volta das 13h50, ela não falou com a imprensa e utilizou a porta nos fundos da DP.

Por conta das diversas versões de Adriene e os outros envolvidos no episódio, o delegado Fernando Reis decidiu fazer uma acareação com todos para esclarecer o incidente. 

Participarão do procedimento policial o jogador Adriano, Adriene, as outras duas mulheres que estavam dentro do veículo no momento do disparo e o tenente reformado da PM Júlio Cesar Barros, segurança do jogador. Não foi confirmado se o vigia da boate onde estava o grupo será incluído na acareação.

Internação e versões distintas

Adriene Cyrillo ficou quatro dias internada por causa do tiro que levou na mão esquerda. Ela é acusada de mentir em seu depoimento inicial, já que todos os outros presentes confirmaram a versão do jogador do Corinthians. Segundo Adriano, a mulher estaria brincando com a arma e teria acionado o gatilho acidentalmente. Adriene é a úncia que diz ter sido Adriano o autor do disparo. 

Após o incidente, Adriene passou por uma cirurgia. Na terça-feira (27) ela foi submetida a outro procedimento cirúrgico para reconstruir o dedo indicador com enxerto de tecido ósseo. Enquanto esteve internada no hospital, a estudante recebeu a visita de inspetores do caso e prestou depoimento.