Adriano chega à delegacia para participar de acareação

O jogador de futebol Adriano chegou por volta das 15h30 desta quarta-feira (28) na 16ª DP (Barra da Tijuca), onde participará de uma acareação com outros cinco envolvidos no caso da jovem baleada dentro de seu carro. 

Na delegacia serão confrontadas as versões de cada um dos seis envolvidos no incidente para tentar solucionar o caso e descobrir quem disparou a arma, cujo tiro atingiu a estudante de moda Adriene Cyrillo.

A estudante Adriene Cyrilo, baleada dentro do carro do jogador Adriano, recebeu alta hospitalar nesta quarta-feira (28), e foi conduzida à 16ª DP da Barra da Tijuca para prestar depoimento. Ao chegar na delegacia, por volta das 13h50, ela não falou com a imprensa e utilizou a porta nos fundos da DP.

Por conta das diversas versões de Adriene e os outros envolvidos no episódio, o delegado Fernando Reis decidiu fazer uma acareação com todos para esclarecer o incidente. 

Participarão do procedimento policial o jogador Adriano, Adriene, as outras duas mulheres que estavam dentro do veículo no momento do disparo e o tenente reformado da PM Júlio Cesar Barros, segurança do jogador. Não foi confirmado se o vigia da boate onde estava o grupo será incluído na acareação.

Internação e versões distintas

Adriene Cyrillo ficou quatro dias internada por causa do tiro que levou na mão esquerda. Ela é acusada de mentir em seu depoimento inicial, já que todos os outros presentes confirmaram a versão do jogador do Corinthians. Segundo Adriano, a mulher estaria brincando com a arma e teria acionado o gatilho acidentalmente. Adriene é a úncia que diz ter sido Adriano o autor do disparo.