Funcionário de boate diz que Adriano estava no banco do carona

A Polícia Civil decidiu ouvir um funcionário da boate onde o jogador Adriano estava antes de uma mulher ser baleada em seu carro. Informalmente, o homem teria confirmado que o jogador realmente estaria no banco do carona.

O depoimento pode confirmar a versão do jogador, que alega estar sendo alvo de um golpe por parte da jovem Adriene Cyrilo atingida:

"Segundo as primeiras informações passadas por esse funcionário da casa de shows, que estava próximo da área onde o carro estava estacionado, efetivamente o Adriano entra no carro e senta no banco do carona. Depois que a gente formalizar o depoimento desse rapaz, obviamente esse rapaz vai entrar também no rol daqueles que participarão da acareação com a vítima, que fala exatamente o contrário. Como já foi dito, das seis pessoas, cinco dizem que o Adriano estava no banco da frente e apenas a vítima diz que ele estava no banco de trás", afirmou o delegado Fernando Reis, da 16ª DP (Barra da Tijuca).

De acordo com o delegado, a acareação entre os envolvidos deve ocorrer na próxima quinta-feira. Adriene está internada no Hospital Barra D'or, na Barra da Tijuca.