Justiça adia, pela 2ª vez, interrogatório de Nem por videoconferência 

A audiência do Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ) por videoconferência, da qual o traficante Antônio Bonfim Lopes, o Nem, iria participar na tarde desta sexta-feira (16) , foi adiada para 16 de janeiro. Esta é a segunda vez que a videoconferência precisou ser adiada . A informação foi confirmada pela assessoria do TJ-RJ. Nem está preso no Presídio Federal de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul. O motivo foi a ausência do defensor público que acompanha o caso do traficante.

Ele será ouvido pela juíza Nearis dos Santos Carvalho Arce dos Santos, da 38ª Vara Criminal do Rio. O processo, a respeito do qual ele será interrogado, instaurado em 2007, corre na 38ª Vara e investigou o tráfico de drogas na Rocinha. O réu Amaro Pereira da Silva, que também deveria ser interrogado neste dia, encontra-se foragido. Eles respondem por tráfico de drogas e associação para o tráfico. 

A primeira audiência seria realizada no dia 28 de novembro, também por videoconferência, mas foi cancelada.

No dia 19 de novembro, Nem foi transferido do presídio de Bangu I, na Zona Oeste do Rio, para a unidade prisional em Campo Grande, com outros três traficantes: Flávio Melo dos Santos, Carré e Coelho.