Rio de Janeiro vai ganhar um centro de estudos da Universidade de Columbia

O reitor da Universidade de Columbia, John Coatswoeth anunciou, na tarde desta sexta-feira (2), que o Rio de Janeiro receberá o próximo centro mundial de estudos e pesquisas da instituição. Presente no anúncio, o governador do Estado do Rio, Sérgio Cabral afirmou ser uma honra receber a filial. 

– É uma honra ter um centro global de estudos da Universidade de Columbia no Rio de Janeiro. Nos países que compõem os BRICs – Brasil, Rússia, Índia e China –, há centros como esse na China e na Índia. Agora, o Rio vai sediar o do Brasil, o que significa que estamos sendo reconhecidos por uma das instituições de ensino mais importantes do planeta, com seus mais de 250 anos de existência. Isso é muito importante do ponto de vista acadêmico e do ponto de vista da agregação de valor para a imagem da nossa cidade e do nosso estado – afirmou, no seminário inaugural do BRICLab, fórum permanente recém-criado pela universidade para estudar e debater questões relativas aos BRICs. 

Diante do interesse dos participantes do debate pela política de segurança pública do estado, Cabral disse que esta é a maior prova do êxito do trabalho de pacificação das comunidades, que está unindo novamente a “cidade partida”.

– Fiquei muito satisfeito de ver destacada, dentro do debate dos BRICs com acadêmicos de várias partes do mundo, a nossa política de segurança, com as Unidades de Polícia Pacificadora. É a prova concreta do que eu sempre disse: que nós só seríamos respeitados fora do Rio de Janeiro se nós nos respeitássemos dentro do Rio de Janeiro.

Durante a sua fala, Cabral ressaltou o ciclo de desenvolvimento por que passam o Rio e o Brasil e explicou as vantagens do país em relação aos outros integrantes do grupo, destacando principalmente a solidez da democracia e da economia brasileiras. Fundada em 1754, a Universidade de Columbia é a mais antiga instituição de ensino superior do estado de Nova York e a quinta mais antiga dos Estados Unidos.