Defensoria Pública vai se instalar na Favela da Rocinha, recém ocupada

A Favela da Rocinha, na Zona Sul do Rio, recém-pacificada, vai ganhar um posto de atendimento da Defensoria Pública. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (1º) pela assessoria de imprensa do governo estadual. 

Segundo informações desta assessoria, os defensores estão na comunidade desde o primeiro dia de ocupação. Segundo o defensor público geral, Nilson Bruno Filho, os moradores procuram a Defensoria para solucionar problemas junto a órgãos públicos e também para regularizar imóveis e empresas.

 – Os moradores querem ajuda para legalizar ou formalizar sua situação. Muitos mototaxistas, por exemplo, têm nos procurado com o intuito de resolver suas pendências com o Detran – afirmou Nilson Bruno.

Recorde de atendimentos

Só no último sábado (19), a Defensoria Pública realizou mais de 300 atendimentos durante uma ação social realizada na Rocinha, que contou com a participação de diversos órgãos estaduais. A Defensoria Pública do Estado vai se instalar na Rocinha. O núcleo de atendimento que atualmente funciona no Leblon será transferido para a comunidade recém-ocupada da Zona Sul do Rio ainda este ano.

A intenção do Governo do Estado é, em breve, montar núcleos em todas as comunidades pacificadas do estado. O órgão disponibilizará para a população serviços como obtenção de ofícios para emissão gratuita de documento de identidade e certidão de nascimento, além de assistência jurídica para ingressar com ações na Justiça Estadual, nas áreas de família, cível, criminal e fazenda pública, entre outras.