Homem passa mal e "inaugura" hospital de campanha da Rocinha

O hospital de campanha, montado em frente à Rocinha para dar suporte durante a ocupação da favela, foi "inaugurado" no começo da madrugada. Um homem passando mal, praticamente desacordado, deixou a comunidade por um dos principais acessos e foi levado em uma moto até a unidade, para atendimento. 

Antes, porém, segundo a rádio CBN, os dois homens que estavam com ele pediram apoio a policiais militares que estavam de prontidão no local e que não se manifestaram. Fora isso, mais nenhuma movimentação nos arredores da favela foi registrada.

O hospital de campanha está montado na quadra da escola de samba Acadêmicos da Rocinha, que fica na Autoestrada Lagoa-Barra. De acordo com a rádio, a unidade possui cinco leitos e um CTI, funcionando sob a responsabilidade de oito médicos, três enfermeiros e um técnico de enfermagem. Oito ambulâncias e três caminhonetes estão a serviço.