Ocupação da Rocinha: Marinha usará efetivo recorde

Com efetivo maior do que o empregado no Complexo do Alemão - 127 fuzileiros navais -, a Marinha informou, na tarde deste sábado, durante entrevista coletiva, que está preparada para o pior, na ocupação da Rocinha. Na favela da Zona Sul, serão empregados 194 combatentes e 18 blindados. 

Responsável por comandar a operação deste domingo, o capitão de Mar e Guerra Yerson de Oliveira Neto afirmou que a Marinha está preparada para um "combate sério". 

"No Alemão, tivemos que agir rápido. Não tivemos tempo para nos preparar como agora. Aprendemos muito com aquela operação. O terreno lá também era mais complicado. Achamos que pode acontecer o pior", afirmou o oficial.

>> Confira todos os pontos de bloqueio da PM durante a ocupação da Rocinha

>> Rocinha terá a maior mobilização da Marinha em apoio à segurança

>> Moradores da Rocinha relatam saída de traficantes na madrugada

Dos 18 carros que farão o transporte de tropa, 17 são CLANF (blindados que estão preparados para ações no mar e na terra), 6 M113 e 4 Piranhas. Todos os carros tem abertura superior para utilizar armamento pesado.