Criança de 2 anos teria sido raptada da porta de casa  na Baixada Fluminense

Agentes da 53ª DP (Mesquita), na Baixada Fluminense, investigam o desaparecimento do menino Yure, de apenas dois anos. De acordo com a mãe da criança, Rosângela da Silva Melo, seu filho brincava com a irmã na porta de casa quando sumiu, na manhã do último sábado, 22 de outubro.

"Minha filha foi buscar água para ele e entrou em casa um minuto. Então o ouvi chamando 'mãe!'. Eu corri para ver o que era e ele já tinha desaparecido. Não tinha mais ninguém no portão. Fiquei desesperada!"

Rosângela afirmou ter percorrido as ruas da região onde vive com a foto do menino, e colou cartazes nos postes de várias ruas do bairro onde mora, em Santo Elias, e redondezas.

Ela disse ainda que, durante as buscas, algumas pessoas reconheceram Yure.

"Eles falaram que ele estava com um homem alto, magro e moreno, que usava uma blusa do Brasil. Meu filho chorava e gritava por mim. Mas ninguém desconfiou que ele poderia ter sido roubado".

Na última vez que foi visto Yure, que tem olhos azuis, pele branca e cabelo castanho claro, estava de com uma blusa verde e bermuda amarela e cinza.