Traficante Polegar deve chegar ao Rio nesta quinta; Beltrame quer transferência

O traficante Alexander Mendes da Silva, mais conhecido como Polegar, capturado ontem no Paraguai, deve chegar ao Rio de Janeiro nesta quinta-feira (20). Em nota, a Secretaria de Segurança informou que o secretário José Mariano Beltrame vai pedir à Justiça a imediata transferência dele para um presídio federal fora do Estado.

A Secretaria de Segurança do Rio informou que vinha mantendo contatos com a cúpula da PF nos últimos meses, trocando informações sobre a movimentação de bandidos do Rio de Janeiro em território Paraguaio.

Polegar foi capturado na cidade de Pedro Juan Caballero, usando a identidade falsa de José Targino da Silva Júnior. Ao ser detido pela polícia paraguaia, foi constatado que o criminoso tratava-se de Polegar. Constatou-se ainda a existência de um mandado de prisão. 

De acordo com Beltrame, a ação conjunta entre as equipes da PF e da Seseg é normal e acontece em vários eventos, como no processo de planejamento e implantação das Unidades de Polícia Pacificadora.

Ação ousada

Polegar ficou muito conhecido em 2001, quando liderou uma das ações mais ousadas do crime organizado carioca. Para arrebentar uma das paredes da Polinter e liberar 14 presos, ele usou um caminhão.

Em janeiro de 2002, o traficante foi capturado no Ceará, mas só ficou preso por nove meses. Depois de sair da prisão, Polegar atacou uma delegacia, o Palácio Guanabara e o shopping RioSul, em Botafogo. O objetivo dos ataques foi distrair a polícia para garantir o êxito em sua fuga e na outros de integrantes de seu bando.