'Não quero saber da vida de crime', diz Polegar após prisão

Apontado como chefe do tráfico no morro da Mangueira, no Rio de Janeiro, Alexander Mendes da Silva, o Polegar, afirmou nesta quarta-feira não querer saber de uma vida criminosa. 

Ele foi preso no Paraguai e estava foragido desde 2009. "Não fiz nada. Não quero saber dessa vida de crime, não me meto com ninguém. Vim (ao Paraguai) para ficar com minha esposa e meus filhos", disse. As informações são do MSTV.

Polegar foi preso após uma investigação da polícia paraguaia sobre um grupo do crime organizado, ao qual o traficante prestaria serviços. No momento da prisão, ele estava em um lava-jato de Pedro Juan Caballero com a mulher e dois filhos, e apresentou documentos falsos.