Complexo do Alemão recebe Centro de Referência da Juventude

 Os moradores do Complexo do Alemão, na Penha, zona norte do Rio de Janeiro, receberam na quarta-feira (19) uma unidade do Centro de Referência da Juventude (CRJ). O projeto é uma parceria dos governos federal e estadual para preparar os jovens de comunidades pacificadas para o mercado de trabalho, oferecendo cursos de capacitação profissional. As inscrições para os cursos começam na quinta-feira (20).

O Centro de Referência está instalado na Estação Alemão do teleférico no complexo de favelas. A ministra do Desenvolvimento Social e Combate a Fome, Tereza Campello, que participou da inauguração do espaço, disse que o projeto é de inclusão produtiva e que vai servir de exemplo para o restante do país.

“O projeto é fundamental, estamos aqui no meio da comunidade articulando várias ações. Vai ser um espaço de convivência, um espaço de inclusão produtiva, que é uma das agendas estratégicas do Brasil, não só para a população mais pobre, mas também para a juventude”, disse Tereza.

Segundo o secretário de Assistência Social do estado, Rodrigo Neves, até 2015 todas as áreas pacificadas receberão centros semelhantes. O investimento no Alemão soma R$ 1,5 milhão.

Para Matheus Victorino, de 15 anos, morador da comunidade, o Centro de Referência da Juventude “é uma grande oportunidade para os jovens da comunidade conseguir um emprego e crescer na vida”.

A unidade vai oferecer 500 vagas divididas em três turnos em cursos variados, como assistente administrativo, cabeleireiro e manutenção de computadores.