Dois autuados por poluir aterro na Região dos Lagos

O gerente da Mentamac e o diretor do órgão municipal que administra o aterro responderão pelo crime

Durante vistoria realizada, nesta segunda-feira (17/10), no aterro conhecido como Baía Formosa, na Região dos Lagos, policiais da Delegacia de Proteção ao Meio-Ambiente (DPMA)constataram a presença de muito material orgânico o que atrai a presença constante de aves carniceiras (urubus). Duas pessoas foram autuadas por crime ambiental.

O lixão não pode mais receber resíduos domésticos (lixo orgânico) dos municípios de Búzios e Cabo Frio, que devem ser obrigatoriamente remetidos para o aterro licenciado de Dois Arcos em São Pedro d’Aldeia.                             

Após perícia no local, os agentes constataram a presença de muito material orgânico o que atrai a presença constante de aves carniceiras (urubus).  Todos os veículos que chegavam foram vistoriados e os motoristas apresentados na especializada, bem como aqueles que se identificaram como representantes dos municípios e das empresas envolvidas.

Segundo os agentes, o caminhão da empresa Mentamac, que não possui licença ambiental, transportava lixo orgânico misturado com entulho de obra destinado ao aterro administrado pela Prefeitura de Cabo Frio.

O gerente da empresa Mentamac, Anderson Fabiane Passos de Santana, 35 anos, e o diretor do órgão municipal que administra o aterro, Francisco César de Miranda Andrade, 52 anos, foram autuados por crime ambiental e liberados após assinar compromisso.