"Beltrame me ligou", diz Freixo após estado negar saber de ameaças de morte 

Durante ato público para chamar a atenção para as ameaças de morte recebidas pelo deputado estadual Marcelo Freixo (PSol), realizado na sede fluminense da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-RJ), o cineasta José Padilha, que dirigiu os longas Tropa de elite 1 e 2, leu um documento da Secretaria Estadual de Segurança Pública (Seseg) no qual o órgão garante não ter recebido qualquer informação sobre planos para assassinar o parlamentar.

No entanto, em sua página na rede de microblogs Twitter, Marcelo Freixo, relator da CPI das Milícias, postou uma mensagem contradizendo a pasta.

"O próprio Beltrame me ligou, preocupado com a minha situação. Tem algo muito estranho acontecendo...", postou o deputado - Freixo é o candidato do PSol nas eleições para prefeito do Rio em 2012 - em referência ao secretário estadual de Segurança Pública, José Mariano Beltrame.

Em seu discurso no ato público organizado pela OAB, o deputado federal Choco Alencar (PSol-RJ) questionou a ausência de representantes do governo estadual, que classificou como "negligente".

"A Assessoria de Comunicação da Secretaria de Segurança dizer que não tem ameça ao Marcelo é um escândalo ...", destacou o parlamentar.

Apuração: Luciano Pádua