Polícia estoura festa com bebida liberada para menores na casa de Vágner Love

A polícia estourou, no início da madrugada deste sábado, na zona oeste do Rio de Janeiro, uma festa com bebida alcoólica liberada para cerca de 800 adolescentes na casa do jogador de futebol Vágner Love, atacante que está fora do País, atuando pelo time russo CSKA. Promovido pelo enteado do atleta e outros três garotos, o evento contou com a presença de personalidades como a filha de Paloma Duarte, atriz global que teve de buscar a menina na delegacia, segundo informou ao Terra a titular da 42ª DP, Adriana Belém.

Duas pessoas foram presas, dois menores foram apreendidos e outros dois são investigados. Os adolescentes cujos responsáveis não apareceram na casa do jogador foram levados para a delegacia em dois ônibus e, às 8h15, ainda eram buscados pelos pais no local. A casa do atacante fica em um condomínio residencial próximo a uma clínica de repouso para idosos. Policiais civis e membros da Vara da Infância e Juventude se infiltraram na festa por volta das 21h30 e se identificaram pouco após a 0h.

A delegada da 42ª DP calcula que "90% das pessoas no local eram menores" - à exceção de profissionais contratados para trabalhar no evento, 15 deles ouvidos e liberados na delegacia -, a maioria entre 15 e 16 anos, e considera que a atuação rápida da polícia evitou um eventual consumo de drogas na festa, embora não tenham sido encontrados entorpecentes na casa. "Se a gente deixa um pouco mais, encontraríamos muito mais, mas preferimos evitar uma ação desastrosa", explica.

Segundo Adriana, os convites para a festa custavam R$ 20 para os homens e R$ 10 para as mulheres, pagamento mediante o qual ficava garantido o consumo liberado de bebidas alcoólicas. Ainda de acordo com a polícia, não havia "autorização alguma" para a realização do evento. Vágner Love, sua ex-mulher e os pais dos outros organizadores podem ser indiciados por seus filhos, menores de idade, terem promovido evento com cobrança de ingressos.