Estado inaugura 31º Centro Vocacional Tecnológico

O governador Sérgio Cabral inaugura, nesta segunda-feira, o 31º Centro Vocacional Tecnológico do estado, que, pela primeira vez, irá funcionar em parceria entre as secretarias de Educação e Ciência e Tecnologia. Segundo o presidente da Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec), Celso Pansera, o objetivo do convênio é retomar a ideia inicial dos Cieps de oferecer educação em tempo integral.

O CVT de Santa Cruz da Serra, em Duque de Caxias, vai funcionar no terreno do Ciep 320 – Ercília Antônia da Silva. Segundo Pansera, os melhores alunos do 1º ano do Ensino Médio serão selecionados para cursar o ensino técnico no CVT. A comunidade também terá acesso ao centro. Serão oferecidas 280 vagas para os alunos do Ciep e 280 para fora. Além disso, serão abertas 1 mil vagas para qualificação profissional, em cursos de formação inicial e continuada, tanto para alunos quanto para a comunidade, que serão selecionados por sorteio.

Neste CVT serão oferecidos cursos de automação industrial e informática, o segundo com essa especialidade da rede. O primeiro funciona em Marechal Hermes.

- Tanto este CVT, quanto o de Marechal Hermes, não têm parâmetro em termos de tecnologia no Brasil em ensino técnico. Existem algumas redes de ensino que têm até alguns desses laboratórios daqui, mas no conjunto não tem igual no Brasil. Temos, por exemplo, uma máquina de prototipagem em 3D em que o aluno aprende a fazer uma peça no computador – destacou Pansera.

Nessa linha do convênio com a Secretaria de Educação serão inaugurados mais três CVTs, ainda este ano, em Cieps. Um em Saracuruna, voltado para o setor gás-químico da Reduc. Outro, em Magé, na área de construção civil, já visando atender a demanda do Comperj, e, um terceiro, em São Gonçalo, também na área de construção civil.

Pansera ainda anunciou a abertura de mais cinco CVTs, estes fora do convênio com a Educação: São João da Barra, para área de logística e metodologia voltado para o complexo industrial que se desenvolve em torno do Porto do Açu; Três Rios, voltado para a construção civil e com curso superior de informática; Macaé voltado para área de petróleo e gás; Silva Jardim e Nilópolis para área de serviços.