Comando de UPP é afastado por denúncia de ligação com o tráfico no Rio

A Polícia Militar do Rio de Janeiro afastou hoje o comandante e o subcomandante da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) dos morros Coroa e Fallet/Fogueteiro, no Centro, após denúncia de moradores de que os policiais recebiam propina de traficantes da região.

Em nota, a Polícia Militar informou ontem (11) que o capitão Elton Costa e o tenente Rafael Medeiros foram afastados com base em um inquérito aberto há 60 dias para investigar “um esquema de pagamento de propina em troca do relaxamento das ações de fiscalização e favorecimento da venda de drogas nas comunidades”.

>> Beltrame sobre corrupção em UPPs: "Nunca vendi ilusão a ninguém" 

>> Policiais da UPP do Fallet-Fogueteiro recebiam propina de traficantes

>> PM da UPP do Fallet leva tiro durante incursão na favela

>> PM baleado na UPP do Fallet pode ficar paraplégico ou tetraplégico, diz amigo

Segundo o comandante da PM, coronel Mário Sérgio Duarte, a investigação está em fase final e deve ser concluída em uma semana.

“Não temos indicações de que haja corrupção em outras UPPs, mas estamos atentos todo o tempo. Buscamos manter o monitoramento em todas as unidades, observando o trabalho desenvolvido, e exercendo um papel correcional quando práticas inadequadas são verificadas. Não nos furtaremos de tomar medidas duras, mesmo que os punidos ocupem cargos representativos na hierarquia da instituição.”

A rotina de policiamento ostensivo não será alterada, segundo o comandante-geral das UPPs, Robson Rodrigues. Ele adiantou que será criada uma ouvidoria para melhorar a comunicação entre a polícia e a comunidade.

“Realizamos reuniões periódicas em todas as comunidades, para que os policiais ouçam as demandas, e é justamente daí que surgem informações importantes. A ouvidoria será mais uma ferramenta de comunicação e de satisfação à sociedade. Além disso, temos um pacote de medidas administrativas, judiciais e operacionais que serão colocadas em prática em breve.”

A população pode usar os números 2333-2757 e 2333-2753 e o site www.coordenadoriaupp.com.br para fazer denúncias ou enviar sugestões.

Na segunda-feira passada (5), três policiais foram presos em flagrante próximo à área da UPP Coroa e Fallet/Fogueteiro com R$ 13 mil dentro de um carro particular. De acordo com Secretaria de Segurança Pública (Seseg), os militares (um sargento e dois soldados) estavam de folga e não souberam explicar a procedência do dinheiro. A UPP da comunidade foi inaugurada em fevereiro deste ano e é a 15ª do estado.