Aluguel social chega para mais 164 famílias de Nova Friburgo

Moradores de áreas de risco que terão casas demolidas recebem o benefício a partir de setembro

Mais 164 famílias que moram em áreas de risco e terão suas casas demolidas em Nova Friburgo, na Região Serrana, começam a receber o aluguel social em setembro deste ano. O cadastro foi concluído na última sexta-feira e teve duração de três dias. 

Todas as famílias convocadas puderam realizar o agendamento para o cadastro pelo telefone para evitar filas. O atendimento aconteceu no Centro de Friburgo, em uma sede da Secretaria de Estado de Governo. Pessoas com dificuldades de locomoção foram atendidas em casa por assistentes sociais da Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos. Em Nova Friburgo, 2.500 famílias estão recebendo o aluguel social desde fevereiro.

"Estas casas foram vistoriadas pela Empresa de Obras Públicas (Emop), pela Defesa Civil do Estado do Rio e por uma equipe do Escritório de Gerenciamento de Projetos, o EGP-Rio. As famílias foram devidamente identificadas e passaram por entrevistas. Foram três dias de cadastramento. No mês que vem, estas 164 famílias, que terão suas casas demolidas, pois estão em locais muito perigosos, começam a receber o aluguel social", contou a secretária-executiva de Assistência Social e Direitos Humanos, Maria Célia Vasconcellos.

Para a pensionista Dircéia Teixeira Martins, de 71 anos, o auxílio-aluguel será muito bem-vindo. A moradora do bairro Vilage teve sua casa atingida por um deslizamento de terra e está morando com a filha.

"Desde a tragédia, estou morando na casa da minha filha Elaine, mas quero voltar a ter o meu cantinho. Minha filha precisa voltar a cuidar da vida dela, e eu preciso ter o meu espaço para poder montar minha máquina de costura, cozinhar e fazer o meu tricô em paz. Morava no mesmo quintal com cinco dos meus 14 filhos, mas minha casinha era independente. O aluguel social será fundamental para que eu recomece a minha vida", afirmou Dircéia.

 Ao todo, 7 mil famílias estão sendo beneficiadas com o aluguel social na Região Serrana desde fevereiro deste ano.