Martha Rocha suspende férias de delegado que teve R$ 5 mil furtado

Boletim desta sexta-feira trouxe a informação de que M[árcio Franco tiraria férias

Depois de declarações contraditórias sobre o furto de R$ 5 mil em espécie da sala do delegado Márcio Franco, no prédio da Chefia de Polícia, no início da semana, a chefe da Polícia Civil Martha Rocha informou, em nota, que o policial terá férias suspensas.

Na ocasião do sumiço do dinheiro de sua gaveta, Márcio Franco informou que a quantia levada seria de R$ 5 mil. Ao registrar o caso na 5ª DP (Gomes Freire), no entanto, o valor apontado foi de R$ 15 mil.

Apesar de a chefe da Polícia Civil Martha Rocha ter divulgado que o delegado seria afastado, o Boletim Interno da corporação trazia a informação de que Márcio Franco estava se afastando para tirar férias.

Depois da divulgação da informação, Martha Rocha suspendeu as férias do delegado.

Na última quinta-feira (21), uma sindicância de conduta administrativa  foi aberta para apurar a origem do dinheiro. O delgado alega que a quantia foi sacada de sua conta para despesas pessoais.

Afastamento

Ele vai continuar afastado do cargo de diretor do Departamento Geral de Polícia Especializada. A decisão será publicada no Boletim Interno da Instituição de segunda-feira. Para o cargo, foi nomeado o delegado Maurício Luciano de Almeida e Silva, que respondia pela titularidade da Delegacia do Consumidor (Decon).