Testemunha diz que viu menino Juan ser baleado no Rio

Um jovem afirmou que viu o menino Juan, 11 anos, ser baleado pela polícia antes de desaparecer no dia 20 de junho, após troca de tiros entre policiais e traficantes na favela do Danon, no Rio de Janeiro. 

Wanderson, 19 anos, também foi atingido no tiroteio e ainda está internado, tratando dos ferimentos na perna e nas costas. As informações são do Fantástico.

A testemunha informou que levou três tiros e depois viu Juan ser baleado na frente dele. No entanto, sua versão não bate com a dos policiais. 

A chefe da Polícia Civil do Rio de Janeiro, Martha Rocha, afirmou na sexta-feira que a delegada de plantão da 56ª DP não encontrou motivos para duvidar da versão dos PMs sobre a ação que culminou no desaparecimento do menino.